Lomadee
Escrito por Lomadee

Crescimento do E-commerce em 2010

O ano de 2010 foi, sem sombra de dúvidas, um dos melhores para o e-commerce brasileiro. Para tanto, diversos fatores foram necessários para que o crescimento do setor fosse tão significativo:

Aumento da banda larga: a internet populariza-se a cada ano, ao passo que o custo da conexão diminui. Com isso, famílias que antes não tinham acesso ao mundo virtual ganharam espaço entre os internautas. Essa explosão da população on-line trouxe força para o e-commerce e expandiu visivelmente a quantidade de usuários na rede.
Confiança nas compras on-line: o medo de fraude ainda persiste nos e-consumidores. Pagar por um produto e não recebê-lo ou receber um produto falso ainda assusta e, muitas vezes, impede que a compra seja realizada. Esse cenário vem sendo alterado, em parte pela chegada de grandes varejistas de lojas físicas no meio on-line. Essas lojas, ao entrarem no mundo digital, conferem confiança aos consumidores por serem conhecidas. Segundo o relatório Webshoppers, realizado semestralmente pela e-bit, o índice de satisfação dos consumidores brasileiros com o comércio eletrônico atingiu 86% apenas no primeiro semestre de 2010.
Redes Sociais: O que parecia ter objetivos meramente sociais mostrou grande relevância nas compras on-line. Segundo estudo realizado pela e-bit, as redes sociais foram muito utilizadas pelas marcas não só para construção de posicionamento, como também para efetivação de transações. Esse tipo de canal apresentou respostas positivas por parte dos e-consumidores. Muitas compras foram realizadas devido a exposição nas redes sociais.

Segundo o relatório Webshoppers, no primeiro semestre de 2010, o e-commerce brasileiro cresceu 40% quando em comparação ao mesmo período de 2009. O Natal virtual também não deixou a desejar, a data faturou cerca de R$ 2,2 bilhões durante o período de 15 a 24 de dezembro.

O ano de 2011 promete ser ainda mais favorável para o e-commerce. O momento é agora! Não existem mais dúvidas de que o comércio eletrônico tem seu espaço e sucesso garantidos no mercado.

Lomadee e o E-commerce

Acreditamos que o marketing de afiliados tenha contribuído diretamente para o crescimento destes números no ano de 2010. A tendência para os próximos anos é a pulverização da participação de mercado com o surgimento e crescimento das lojas segmentadas e de menor porte.

Lojistas que comercializam produtos e serviços específicos necessitam de sites segmentados para que sua comunicação tenha maior afinidade com seu potencial consumidor. A divulgação e o gerenciamento da veiculação de mídia neste perfil de veículo é extremamente facilitada por redes de afiliação como a Lomadee.