Lomadee
Escrito por Lomadee

Empreenda como uma garota

 

Convenhamos – ser mulher nunca foi tarefa fácil. Mas e ser mulher empreendedora? Parece mais difícil ainda né? Pelo contrário, moça. Nós estamos aqui para te provar que por mais que ser mulher seja uma grande batalha todo dia, ser uma empreendedora não precisa ser tão custoso. 

Como todas nós sabemos, a luta pelos direitos das mulheres não é recente. Desde o final do século XIX, nossas ancestrais lutaram por melhores condições de trabalho nas fábricas durante a Revolução Industrial. De lá para cá, muitas coisas mudaram para as mulheres no mercado de trabalho, porém ainda temos muitas conquistas pela frente.

Hoje, segundo os dados do Inep, as mulheres são 55% dos universitários do país, 60% dos que se formam e ainda sim ganham 30% a menos do que um homem com a mesma ocupação no mercado tradicional de trabalho brasileiro.

Além desse abismo salarial, as mulheres ainda têm que enfrentar preconceito de gênero, sobretudo se trabalham em ambientes majoritariamente masculinos ou se ocupam posições que são tradicionalmente consideradas como trabalhos masculinos.
    
Contudo, com tantas dificuldades, sempre há um espaço no qual a mulher pode exercer seu trabalho com menos barreiras - a internet. Por ser uma dinâmica distinta do mercado de trabalho original, a maioria do público (não todos, infelizmente) vai se preocupar só com a qualidade e o interesse que tem pelo que está sendo entregue, independente de gênero. Algumas importantes influenciadoras digitais são a JoutJout e a Camila Coelho, youtubers com 1 milhão e 3 milhões de inscritos, respectivamente, e as Minas Nerds, um canal de conteúdo geek focado em mulheres.

E se os trabalhos de mulheres como elas te inspiram assim como inspira a gente e te fizeram decidir que você quer também ser uma empreendedora digital, nós damos algumas dicas para você:

•    Fale do que você gosta e conhece. Você ama maquiagem e tutorias de beleza? Ótimo, fale disso. Você ama tecnologia, vídeo games e cinema? Perfeito, se joga nesses temas! Nós mulheres somos poderosas demais para nos disserem sobre o que podemos falar, né?

•    Seu público é majoritariamente feminino? Não caia na armadilha de só divulgar moda e beleza – ainda mais se esse não for seu nicho. As mulheres querem e precisam de tudo quanto é coisa

•    As mulheres são muito diferentes umas das outras e conteúdos como “conseguir o corpo perfeito” ou “5 dicas para conquistar um homem” são muito século passado – padrão de beleza, limitações femininas e heteronormativadade são com certeza pautas que ninguém aguenta mais.

E se você, moça, ainda está com dúvidas sobre o Marketing de Afiliados e o trabalho na internet, confia na gente - se ser empreendedor já é super empoderador, imagina ser uma empreendedora mulher? É orgulho total!