Lomadee
Escrito por Lomadee

Facebook Ads: como utilizar imagens nos anúncios

O Facebook é uma rede social com grande apelo visual. Os posts com imagens geram muito mais interação, como curtidas e compartilhamentos, do que as postagens que contêm apenas texto. Por isso, a plataforma de anúncios da rede, o Facebook Ads, conta com regras específicas para as imagens utilizadas na publicidade dentro do Facebook. Conheça as diretrizes de imagens do Facebook Ads:

Texto nas imagens

As imagens dos anúncios devem ter no máximo 20% de texto, incluindo slogans e logos, se não, não serão aprovadas. Segundo o Facebook, texto em excesso desvaloriza o anúncio, fazendo com que ele pareça spam, ou seja, de baixa qualidade. Essa também é uma forma de controlar melhor o que é publicado, uma vez que é mais fácil de rastrear o conteúdo publicado por escrito no post do que na imagem. Para calcular a porcentagem de texto na sua imagem, utilize a Grade de ferramenta do Facebook, basta subir sua imagem, marcar os locais onde o texto aparece e a ferramenta indica se está ou não dentro do limite permitido.

Direitos de terceiros

Os anúncios não podem incluir imagens que violem ou infrinjam os direitos de terceiros, como direitos autorais, marca comercial, privacidade, publicidade ou direitos pessoais ou de propriedade. Antes de criar seu anúncio, certifique-se de que tem autorização para utilizar determinada imagem.

Referências ao anunciante e ao Facebook

As imagens devem ser objetivas, representando claramente a marca, produto, serviço ou empresa anunciada. Não é permitido utilizar a marca do Facebook (incluindo elementos gráficos da rede social, como ícone de notificação, por exemplo) sem prévia autorização. O Facebook só pode ser citado no texto do anúncio para esclarecer as informações do mesmo, mas nunca a fim de indicar apoio ou parceria com a rede.

Seu anúncio não será aceito para veiculação se tiver imagens que:

– Tenham QR codes.

– Indicam sentimentos de medo, violência ou intimidação, como fotos de acidentes. Elas são consideradas táticas de choque e não devem ser usadas.

– Apresentem animações em áudio ou em flash com reprodução automática, ou seja, sem uma interação do usuário.

– Sejam posicionadas de maneira sexualmente sugestiva, com abuso de sensualidade ou insinuação de nudez.

– Representem falsas funcionalidades, como ícones botões que não “funcionam”.

As regras buscam manter uma boa relação dos usuários da rede com o conteúdo exibido.

Para conferir a lista completa de diretrizes, acesse a página do Facebook Ads.