Lomadee
Escrito por Lomadee

Mídia programática: entenda de uma vez por todas!

Mídia programática é um dos termos do mercado digital que promete ser bastante discutido em 2016. No início, pode parecer algo um tanto quanto complexo, mas a verdade é que a sua essência é bastante simples. Seu conceito pode ser resumido como “qualquer transação de compra ou venda de mídia que é processada através de meios automatizados”. Ou seja, a mídia é a mesma, o foco é o mesmo, o que difere é como essa mídia é comprada, a partir de uma série de tecnologias que automatizam o fluxo de compra e venda de espaços publicitários.

Mídia programática = automação

Com essa funcionalidade, é possível comprar mídia utilizando a tecnologia para focar na sua audiência, impactando somente o seu público-alvo, apenas as pessoas que são realmente potenciais clientes e podem trazer resultados, eliminando o desperdício de verba, trabalhando com mais flexibilidade e muito mais opções. O processo todo funciona através de uma única plataforma, onde o anunciante se conecta a diversos produtores de conteúdo de uma só vez, os quais se encaixam em seus parâmetros definidos, e realiza a compra dos espaços.

Esse novo jeito de fazer publicidade digital deve ser muito considerado, justamente porque performance, ROI e CTR são as palavras-chave no marketing digital e ser eficiente se tornou mandatório nas ações de marketing. Por isso, a mídia programática é tão eficaz para veicular anúncios display, pois permite certa assertividade e menor custo operacional.

Embora no Brasil ainda estejamos em um estágio inicial desse processo, em 2014 foram investidos US$21 bilhões em mídia programática no mundo, o que é um valor bastante expressivo para possibilitar o crescimento dessa tecnologia.

Como funciona a compra e venda da mídia programática?

Para finalizar, assista ao vídeo produzido pela IAB (Internet Advertising Bureau) explicando sobre o processo de compra de espaços de produtores de conteúdo.

Glossário

  • AD Exchange: redes de leilão de inventário. onde é possível comprar audiência em tempo real.
  • Ad Network: são agregadores de conteúdo que se conectam às Ad Exchanges.
  • RTB (Real-Time Bidding): expressão que define o modelo de comprar mídia em tempo real.
  • DSP (Demand-Side Plataform): plataforma que auxilia o comprador.
  • SSP (Sell-Side Plataform): para os veículos, é o correspondente da DSP.
  • ATD (Agency Trading Desks): o comprador pode efetuar a compra diretamente, via agência ou por meio de trading desks, que são mesas de operações.
 

Saiba tudo sobre Marketing de Afiliados.