Lomadee
Escrito por Lomadee

Usando o Pinterest na divulgação de produtos =)

 

Quando se fala em redes sociais logo vem à cabeça as famosas redes como Facebook e Twitter, principalmente. Mas sabemos que existem muitas outras formas de se conectar e compartilhar ideias de forma criativa na internet. Se tratando de nichos, por exemplo, é possível encontrar em redes sociais menores, uma segmentação de qualidade até mais assertiva esse é o caso do Pinterest, e vamos falar mais sobre ele nesse texto.

Mais conhecido como um catálogo mundial de ideias. Basicamente é uma rede social onde é possível organizar e compartilhar fotos, vídeos e até textos, que são links chamados de “pins”. Tudo de acordo com vários temas diferentes. Sabe aquelas coisas legais que você vai encontrando na internet e gostaria de reunir em lugar só, mas de forma organizada? O Pinterest pode fazer isso por você. Os pins ficam salvos em boards (ou painéis) criados pelos usuários. Por lá, e as pessoas também podem salvar tudo o que você reuniu (desde que esteja no modo público) e vice-e-versa, o que torna o site uma excelente fonte de inspiração e referências. 

Oportunidade para o e-commerce

Mas além de ser um espaço muito legal reunindo imagens lindas, como será possível para as lojas e publishers tornar o Pinterest uma oportunidade de realizar vendas e atrair o público certo? Bom, em primeiro lugar, no Pinterest é possível salvar de tudo, incluindo, claro, produtos de qualquer loja.  Isso por si só já demonstra um nível de interesse por parte do consumidor. Como esse produto ficará salvo, também poderá ser comprado depois, já que o link direciona para uma URL externa que é da própria loja. No caso do anunciante, está mais do que claro que a rede social, que só no ano de 2016 superou 100 milhões de usuários mensais, é uma ótima oportunidade para gerar tráfego qualificado. É preciso levar em conta que o nível de engajamento também é alto, pois as pessoas só salvam aquilo em que possuem grande interesse. 

Uma chance para Publishers e Afiliados

A parte legal é que você não precisa só ficar salvando links da internet e de outros usuários, mas também ter seu próprio “board” (painel) para inserir seus links (pins) sobre o produto que estiver divulgando. Para o Publisher, essa é a oportunidade para usar o link lomadeezado nas imagens em que você faz upload. E assim como no Facebook em que as páginas empresarias são as melhores para fazer divulgações, no Pinterest é a mesma coisa. Você pode transformar a sua página pessoal em empresarial de forma gratuita e muito fácil. É só acessar https://business.pinterest.com/pt-br e clicar em “Convert Now”.

Para quem quiser ir mais longe, também é possível promover os pins, que permitem as empresas ou publishers pagarem para terem seus produtos promovidos no feed de outras pessoas.  Pin it = Love it.
Como qualquer canal de conteúdo, não existe fórmula mágica e sim algumas dicas como consistência naquilo em que compartilha (para se tornar referência no tema), periodicidade, para manter uma frequência de postagens  e claro, curadoria para postar aquilo que é relevante ao público levando em conta estética, qualidade, preço, etc. Vale lembrar que os consumidores do Pinterest possuem forte tendência para se tornarem Brand Advocates, pois salvam coisas que geralmente gostariam de ter ou pelo menos estão “namorando” coisas que amam. Nessa situação é possível que o preço não seja necessariamente o mais importante já que também existe uma forte afetividade e admiração pelo produto ou serviço. Mesmo que a rede social tenha menos usuários, leve essa qualidade da relação com o público em conta! 

Inspiração 

Olhe só o Pinterest de algumas de dois anunciantes para você se inspirar:

Amaro

L’occitane

E aí, pensou em como usar essa rede social na sua estratégia?